03 novembro 2014

Não gosto de falhas. Quando me proponho a fazer alguma coisa, faço. Claro que podem haver imprevistos, mas caso contrário não falho. Tento ser pontual, responsável, e interessada nas coisas em que mergulho de cabeça. Mas também não sou perfeita. Também tenho as minhas falhas. Parece-me cada vez mais que erros são confundidos com desleixo. E, de facto, uma coisa em nada tem a ver com a outra. Erros acontecem, somos humanos e não máquinas. O desleixo que conduz a erros é diferente, é propositado, e aí sim, não deve ser tolerado.

Manter o foco nos objetivos diários é difícil. Nem sempre acordamos de sorriso no rosto, dispostos a viver um dia maravilhoso. Pelo menos eu não. Às vezes acordo chorona, com vontade de desistir e de ficar na cama. Mas não dá! Temos de ir à luta, batalhar batalhar batalhas SEMPRE. Hoje em dia ( mais do que antes) tento ter sempre isto presente na minha cabeça porque agora um ser muito pequenino vai depender de mim, quer financeira quer emocionalmente. E eu não posso falhar. Posso errar, mas não posso desleixar-me. Por isso todos os dias quando acordo tento ficar forte, cada vez mais forte. E ainda faltam sete meses para chegar lá, para chegar ao GRANDE objetivo, mas já faltou mais. Já faltou tudo!

A todas vocês que desse lado travam batalhas, sejam elas quais forem, força! A recompensa está lá à frente! :)

Um beijinho, e uma semana abençoada.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Sê bem-vindo/a :)